Vida Consagrada

“Não fostes vós que me escolhestes, mas fui Eu que vos escolhi.” Jo 15, 16

“Desde os inícios da Igreja, houve homens e mulheres que, por intermédio da prática dos conselhos evangélicos, procuraram seguir a Cristo com maior liberdade, imitá-lo mais de perto, consagrando sua vida a Deus. Muitos viveram na solidão, outros criaram famílias religiosas, acolhidas e aprovadas pela autoridade eclesiástica. Deus quis assim, fazer nascer uma enorme variedade de grupos de religiosos que muito contribuíram para que a Igreja, além de estar preparada para toda obra, fosse ornada com a multiplicidade dos dons de seus filhos, a fim de tornar manifesto a multiforme sabedoria de Deus” (P.C. 1)

A vida consagrada é um dom para amar sem medida. Na radicalidade de nosso batismo, amamos a Deus, o povo que Ele nos confia, o país no qual nos envia em missão, a cultura que nos ensina tantas riquezas.

É se doar a cada dia, no pequeno sacrifício da vida escondida nos claustros, ensinando com dedicação nos colégios, servindo os pobres com alegria nas ruas e praças de cada cidade.

A vida consagrada sempre foi e ainda é um grande farol que aponta para um horizonte de esperança expresso nos diversos carismas, conduzindo a humanidade para junto de Cristo.

É uma resposta de amor Àquele que primeiro nos amou.

Artigo anteriorVocação Matrimonial
Próximo artigoBíblia: Luz e Força na Vida da Comunidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui